terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Ex-prefeito de Patrocínio suspeito de estuprar menina de sete anos sai da cadeia


Júlio César Elias Cardoso foi detido no dia 13 de dezembro do ano passado


O ex-prefeito de Patrocínio, no Alto Paranaíba, Júlio César Elias Cardoso, de 55 anos,acusado de abusar sexualmente de uma menina de sete anos, deixou a prisão. A Justiça concedeu habeas corpus para Cardoso, que vai aguardar a conclusão do caso em liberdade.Conforme a Seds (Secretaria de Estado de Defesa Social), o político saiu do presídio da cidade no dia 30 de dezembro.
Cardoso foi detido em casa, no bairro São Francisco, no dia 13 de dezembro do ano passado. A criança é amiga da filha do suspeito e o estupro teria ocorrido em uma visita da vítima à coleguinha.
De acordo com a Polícia Militar, a mãe da garota acionou a viatura informando sobre os abusos. Ela contou que a filha chegou em casa chorando após passar o dia na casa dele. A menina relatou que Cardoso teria se aproximado e mandado ela colocar a boca em seu pênis. A vítima recusou, mas foi obrigada a cometer o ato, já que o ex-prefeito teria sido agressivo. 
Depois do ocorrido, a garota ainda contou o que havia acontecido para a filha de Cardoso, que confessou que já tinha sido abusada pelo pai da mesma forma. Diante dos fatos, a guarnição foi até a casa do suspeito. O ex-prefeito negou as acusações e argumentou que ingeriu bebida alcoólica acompanhado da companheira e, em seguida, passou de cueca pela casa, vendo a criança de longe. 
Ele ressaltou ainda que não teve qualquer contato com a menina e ainda afirmou que a prisão seria uma conspiração política. Por fim, rebateu dizendo que a criança teria inventado a história para se vingar, já que ele a proibiu de levar um brinquedo para casa.  
R7MG

Dez pessoas são presas durante operação de combate à criminalidade no Vale do Mucuri

Pelo menos dez pessoas foram presas, nesta sexta-feira (17), durante operação de combate à criminalidade no município de Malacacheta, no V...