terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Situação das rodovias que cortam Valadares requer atenção, diz polícia

                     Operação teve início na manhã desta quinta-feira (14) e dura até as 8h da próxima segunda (18). (Foto: Divulgação/8ª Cia IndMAT)

Com o objetivo de reduzir o número de acidentes durante os períodos de maior movimento nas rodovias, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Militar Rodoviária (PMR) vão intensificar as fiscalizações durante o fim do ano nas rodovias que cortam Governador Valadares no Vale do Rio Doce.
Para orientar os motoristas, a polícia falou sobre a situação de algumas estradas da região do Leste de Minas Gerais. Em função das festas de fim de ano, ocorre um aumento do fluxo de veículos nas rodovias. De acordo com o inspetor da PRF, Weber da Silva Lopes Neto, nesta época é preciso ter atenção redobrada, especialmente em dias chuvosos, quando acontece quedas de árvores e barreiras.
“Nas rodovias 381 e 116, no trecho que corta Governador Valadares, a sinalização vertical e horizontal e também o asfalto estão em boas condições e receberam recentemente uma atenção especial do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Porém, mesmo assim é preciso ter muita atenção durante as viagens”, diz Weber da Silva.
Dados da PRF apontam que entre dezembro do ano passado e janeiro deste ano, foram registrados 337 acidentes na delegacia da Polícia Rodoviária Federal que engloba as cidades de Manhuaçu, Valadares, Ipatinga e Caratinga. Somente entre o dia 1º e 19 deste mês de dezembro foram registrados 42 acidentes. No mesmo período do ano passado foram registrados 129.
“A gente chama a atenção especialmente daqueles que não conhecem as rodovias, porque é comum chover na nossa região nesta época do ano e isso torna as estradas ainda mais perigosas”, alerta o inspetor.
Perigo
O tenente Carlos Miron explica que as rodovias da região que são de responsabilidade da Polícia Militar Rodoviária possuem algumas particularidades.
“Alguns trechos são estreitos e sem acostamentos. Já em outros pode haver queda de barreiras. Um exemplo que podemos citar é o trecho entre Valadares e Aimorés entre os quilômetros 121 e 166, próximo a Galileia que é uma parte da rodovia MGC 259 perigosa devido as curvas. Porém, existem outros trechos que também merecem atenção dos motoristas”, ressalta o tenente.
Na rodovia MGC 381, entre os municípios de Central de Minas e São João do Manteninha, a situa ação é considerada crítica. Uma parte da pista cedeu, devido as chuvas que atingiram a região no início do mês. Para passar pelo trecho, os motoristas precisam fazer um desvio, passando por dentro de uma propriedade rural.
Segundo o Departamento de Estradas de Rodagens (DER-MG), o local passa por estudos para ser consertado, porém não há um prazo para que a obra aconteça. Apesar disto, a PMR ressalta que todas as rodovias de sua responsabilidade estão transitáveis.
Dicas de segurança
Para que os motoristas tenham uma viagem segura e sem sustos a PRF e PMR dão dicas para quem vai viajar nos próximos dias ou mesmo em janeiro, nas férias, de carro ou de moto. “É importante lembrar que além de fazer a revisão do veículo e mantê-lo em dia, é necessário observar as condições dos motoristas, estar descansado e acima de tudo ter prudência”, recomenda o tenente Carlos Miron.
“Grande parte dos veículos que passam por Valadares têm o litoral baiano e capixaba como destino. Estas são viagens longas que exigem muito de quem dirige. Depois de 10 horas de viagem os reflexos do motorista diminuem significativamente. Quando o cansaço bater a melhor alternativa é parar o carro e descansar antes de seguir viagem”, recomenda o inspetor da PRF, Weber da Silva.
Confira no site da 8ª Companhia de Meio Ambiente e Trânsito a situação das rodovias de responsabilidade da PMR.

Por: G1

Dupla rouba carro e bate em viatura em praça do Coração Eucarístico

O veículo foi tomado de assalto no bairro Alípio de Melo, mas os suspeitos foram surpreendidos por uma viatura, tendo início uma perseguiç...