quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Polícia prende nove traficantes e fornecedor da quadrilha na Grande BH


Líder andava com rádio para ouvir frequência da Polícia Militar


A Polícia Civil desarticulou uma das maiores quadrilhas do tráfico de drogas em Pedro Leopoldo, na região metropolitana de Belo Horizonte. Dez pessoas foram presas, incluindo o fornecedor Mavisson Bruno Maia Botelho, de 26 anos e sua mulher, Mariane Alves de Souza, de 19. Os suspeitos foram encontrados em Pedro Leopoldo e Matozinhos, na Grande BH, e em Sete Lagoas, na região central do Estado.
As investigações começaram em junho deste ano a partir de interceptações telefônicas, quando os policiais descobriram que a quadrilha atuava por telentrega. Segundo o delegado Daniel de Oliveira o líder foi o primeiro a ser detido, em setembro.
— Interceptamos uma ligação em que o fornecedor iria trazer 4,5 kg de drogas para Pedro Leopoldo. Fomos até o local com a viatura descaracterizada. O traficante percebeu a presença da policia e começou a atirar mas não os atingiu.
Botelho e o comparsa fugiram para uma mata mas foram encontrados cerca de cinco horas depois. A droga foi apreendida, junto com uma pistola 9mm. Os policiais também apreenderam três carros que eram utilizados nos crimes.
Ainda conforme o delegado, as drogas eram trazidas do Paraná. Um boleto de pagamento feito pelo líder do grupo para uma conta bancária de Foz do Iguaçu foi encontrado pela polícia, além de vários papéis que seriam a contabilidade do tráfico.
Botelho era um traficante perigoso, de acordo com Oliveira.
— Ele era um dos maiores fornecedores mais procurados da região e andava de carro com um rádio em que ele interceptava a frequência da Polícia Militar para saber quando deveria fugir.
As investigações continuam, já que quatro mandados de prisão ainda precisam ser cumpridos.
R7MG

Câmara dos Deputados promove degustação de queijos mineiros

Evento foi articulado pelo presidente interino Fábio Ramalho (PMDB) e terá a participação do governador Fernando Pimentel (PT)