terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Companhia de Polícia Militar é elevada a batalhão em Nova Serrana

Solenidade de lançamento do batalhão militar de Nova Serrana (Foto: TV Integração/Reprodução)

Em um ano e meio, efetivo militar deverá subir de 150 para 300 na cidade.
Elevação é estratégia contra crime na 20ª cidade mais violenta de Minas.

Nova Serrana, cidade que ocupa a 20ª posição no ranking das mais violentas de Minas Gerais, recebeu nesta terça-feira (9) um reforço na segurança pública. A Companhia Independente de Polícia Militar (PM) foi elevada a batalhão.
As principais autoridades ligadas à segurança pública de Minas Gerais participaram da solenidade. "Uma unidade autônoma, que vai ter seu orçamento próprio. Um orçamento proporcional à sua demanda e isso, evidentemente, deverá ser traduzido na qualidade da prestação do serviço", disse o coronel Márcio Martins Sant'ana, comandante geral da PM.
Em um prazo máximo de um ano e meio, o efetivo policial em Nova Serrana, que atualmente é de 150 militares, passará para pelo menos 300, podendo chegar a 450 policiais. O número de viaturas também vai dobrar. Hoje, são 28, mas a previsão para os próximos 18 meses é de que passem para pelo menos 50.
No comando do batalhão permanece o comandante da extinta Companhia Independente. "É uma conquista muito grande para a comunidade e para a própria PM da região, porque com a elevação à categoria de batalhão significa que o Estado irá alocar mais recursos humanos e materiais no combate à criminalidade", disse o tenente coronel Paulo Sérgio Silva, comandante do 60º Batalhão de PM.
Além de reduzir os crimes em Nova Serrana, a PM pretende reduzir as estatísticas também nas cidades vizinhas. "Vai interagir com outros batalhões já existentes, como os de Divinópolis e Bom Despacho. Com isso, a gente consegue trazer mais segurança para o Centro-Oeste", avaliou o coronel Eduardo Campos, comandante da 7ª Região de PM.Estratégia
A elevação da Companhia Independente a batalhão é uma iniciativa clara das autoridades para tentar diminuir o índice de criminalidade de Nova Serrana. Em 2012, 19 pessoas foram assassinadas na cidade. Em 2013, este número subiu para 25. Em 2014, até o momento, 44 pessoas foram assassinadas, o que tem deixado a população preocupada.

Reflexos
Com o aumento da força policial, aumentam os inquéritos e processos. Uma demanda que está sendo planejada. "A Polícia Civil também está em fase terminal de concursos, tanto para agentes quanto para peritos, médicos legistas e delegados. Assim que acabar esse curso de formação, em meados do ano que vem, também serão trazidos reforços para o estado inteiro, num critério de distribuição do próximo comando da Polícia Civil", afirmou o secretário de estado de Defesa Social, Marco Antônio Romanelli.
"Conseguimos, no ano passado, passar de uma vara para três varas cíveis e criminais em Nova Serrana. Agora, faltam juízes. Estamos aguardando que sejam enviados mais juízes para a cidade a partir do próximo ano", finalizou o prefeito de Nova Serrana, Joel Martins.
Militares durante solenidade do novo batalhão (Foto: TV Integração/Reprodução)Militares durante solenidade de novo batalhão (Foto: TV Integração/Reprodução)Do G1 no Centro-Oeste de Minas

Dez pessoas são presas durante operação de combate à criminalidade no Vale do Mucuri

Pelo menos dez pessoas foram presas, nesta sexta-feira (17), durante operação de combate à criminalidade no município de Malacacheta, no V...