domingo, 21 de dezembro de 2014

Avô é suspeito de matar neta de 13 anos e de tirar a própria vida em MG

         
                       tragédia Carmo do Paranaíba (Foto: Tatiana Pimenta/CPOnline)
A Polícia Civil investiga a morte de um idoso e da neta dele, de 13 anos, em Carmo do Paranaíba, no Alto Paranaíba. A suspeita é que o homem de 75 anos tenha matado a adolescente com tiros e, em seguida, tirado a própria vida. No local, a Polícia Militar encontrou um revólver calibre 22 e uma carta possivelmente deixada pelo suspeito antes do crime.

O fato ocorreu na Rua Balduíno Alves, no Bairro Paranaíba. Segundo a PM, nesta sexta-feira (19) a irmã do idoso foi visita-lo e quando chegou à casa e viu o homem com perfuração na cabeça e ajoelhado próximo a porta do quarto. A polícia disse também que, a princípio, a mulher não tinha visto a garota, pois a casa estava escura. A menina foi encontrada por vizinhos que entraram no local para ajudar.

Quando os policiais chegaram, havia várias pessoas do lado de fora da residência indignadas com o fato. Na casa, os militares encontraram a adolescente já sem vida deitada de costas no sofá. Ela apresentava duas perfurações, sendo uma na cabeça e outra na região do abdômen. Foi localizada uma arma de fogo e uma carta escrita à mão. O idoso foi levado para a Policlínica da cidade, mas morreu ao dar entrada no hospital.Testemunhas contaram para a PM que ouviram barulhos por volta das 14h, mas que não imaginavam ser tiros. A princípio, a informação é que a menina não morava com o avô. Ainda foi repassado aos policiais que o idoso era analfabeto e que teria comentado, tempos atrás, que iria comprar uma arma para matar ele e mais três pessoas. Nenhuma testemunha soube dizer se o homem sofria de algum distúrbio ou problemas psicológicos.

A perícia de Patos de Minas foi até o local e recolheu a carta lacrada, a arma e outros materiais para análise. O teor da carta ainda não foi divulgado e a investigação ficará a cargo do delegado de Carmo do Paranaíba. Ainda não se sabe o que motivou o crime. A reportagem tentou contato com o perito que atendeu a ocorrência, para saber mais detalhes do fato, mas, até às 10h deste sábado (20), as ligações não tinham sido atendidas.
Por:G1

Governo de MG diz que 88% dos servidores receberam duas parcelas do salário

Em nota, a Secretaria de Estado de Fazenda informou que o estado trabalha para pagar os últimos 12% 'o quanto antes'